O maior salto de paraquedas de sempre

Um salto de pára-quedas é um momento de grande coragem e determinação que fica marcado para sempre na memória de todos. Contudo, antes de você saltar de pára-quedas, outras pessoas já haviam desafiado a história e os próprios limites racionais. Saiba qual foi o maior salto de pára-quedas de sempre e conheça todos os recordes que ele quebrou.

O projeto Excelsior

Em 1950 os aviões voavam a velocidades e altitudes cada vez maiores e isso fez com que a USAF (Força Aérea dos Estados Unidos da América – United States Air Force) se preocupasse com a segurança dos seus pilotos, que tinham de se ejetar de aviões a grandes altitudes. Nesse sentido, em 1958, surgiu o projeto Excelsior com o objetivo de projetar um sistema de pára-quedas inovador, seguro e que fosse capaz de combater a queda livre de forma descontrolada.
Neste processo, o técnico Francis Beaupre teve um papel fundamental pois ele foi o responsável principal pela elaboração de um sistema de pára-quedas multi-estágios que garantia a estabilidade necessária à posição dos pilotos quando estes se encontravam em plena queda livre.

A realização de testes

O capitão da força aérea Joseph Kittinger foi o homem escolhido para a realização de testes à fiabilidade do novo sistema de pára-quedas multi-estágios. O capitão seguiu viagem a bordo de um balão de hélio que tinha a capacidade para cerca de 3 milhões de pés cúbicos (85.000 m). Quando o balão atingia grandes altitudes, o oficial podia efetuar os respetivos testes. Kittinger fez três subidas e realizou um salto de teste em cada uma delas.

O maior salto de paraquedas

Num dos saltos experimentais, Joseph Kittinger cometeu a proeza de realizar o maior salto de pára-quedas da história do paraquedismo. Foi no dia 16 de Agosto de 1960 em Tularosa, na cidade do Novo México, nos Estados Unidos da América (EUA), que Kittinger estabeleceu um recorde mundial que perdura até aos nossos dias. O seu salto teve a particularidade de obter os recordes seguintes:

O maior salto de pára-quedas do mundo: O salto deu-se à altitude de 31.300 metros (102.800 pés), graças à ascensão de um balão de hélio, que foi especialmente construído para a realização de testes ao novo sistema de pára-quedas multi-estágios;

A maior ascensão realizada num balão: A altitude em que o salto foi realizado (31.300 metros) constitui também um recorde no que à ascensão de um balão na atmosfera diz respeito;

O primeiro humano a ultrapassar a barreira dos 30.000 metros de altitude: Nunca um ser humano esteve a uma altitude tão elevada. Kittinger foi o primeiro a fazê-lo;

O maior tempo em queda livre: Tratou-se de um salto que proporcionou o tempo de 4 minutos e 36 segundos em plena queda livre. É de imaginar as emoções e a adrenalina que Kittinger vivenciou durante todo esse período, pois o tempo normal de queda livre que um salto de pára-quedas possibilita é de 45 a 60 segundos;

A maior velocidade em queda livre: Antes de abrir o seu pára-quedas a cerca de 5.500 metros (18.000 pés), Joseph William Kittinger atingiu 988 km/h de velocidade na queda livre e é, até hoje, o homem mais rápido do mundo.

Estes recordes não foram homologados pela Federação de Aeronáutica Internacional (FAI), pois considera-se que o salto de Kittinger foi efetuado para fins militares. O recorde atual está na posse do russo Eugene Andreev que saltou de uma altitude de 25.458 metros (83.523 pés) e só abriu o pára-quedas a 958 metros do solo.

Em todo o caso, o salto de Joseph William Kittinger é uma aventura efetuada no limite da atmosfera terrestre com o espaço e constitui uma das façanhas mais arriscadas a ser realizada pelo homem. É, sem dúvida, um marco na história do paraquedismo e da humanidade.

Nacional: