Material necessário para praticar skysurf

O skysurf é um desporto radical que vai ao encontro de todos os que procuram emoções fortes e que, ao mesmo tempo, pretendem superar-se a si próprios. A sua prática pode acarretar riscos e dificuldades se não estiver equipado com o material adequado. Nesse sentido, conheça o material necessário para praticar skysurf.

Material necessário para praticar skysurf

Conheça todos os equipamentos necessários para a prática do skysurf e verifique se estes se encontram em perfeitas condições de utilização. Os equipamentos utilizados para praticar skysurf são:

  • Arnês com sistema de abertura BOC (Bottom Of Container), ou sistema “Pull Out”: Todos os paraquedistas utilizam um arnês próprio e nele estão contidos dois pára-quedas, sendo um deles o principal e o outro de reserva/emergência. No caso de equipamento para saltos Tandem, o piloto e o passageiro devem estar munidos com um arnês cada. O sistema de abertura BOC utiliza um sistema de abertura automática e este é obrigatório para todos os alunos;
  • Um sistema de abertura automática ou cibernética (tipo Cypres): Os sistemas FXC 12000 são proibidos para o Skysurf e Freefly. O dispositivo do tipo Cypres abre automaticamente o pára-quedas caso este continue em queda livre abaixo de uma altitude pré-determinada;
  • Capacete: Um capacete rígido deve ser utilizado em qualquer salto e em todas as modalidades do paraquedismo. Deve ter em consideração que não pode saltar com um capacete equipado com suporte para câmara de filmar, sem a câmara estar instalada. Normalmente, o suporte é uma peça fina e afiada e ao estar solta pode arriscar a sua segurança;
  • Altímetro visual: A função do altímetro é indicar a altura sendo a definição de altura distinta da de altitude. Altura é a distância que o paraquedista está em relação ao solo, e altitude é a distância que o paraquedista está em relação ao nível do mar. A função do altímetro num salto de paraquedas, é indicar ao paraquedista a altura que ele está. Em queda livre, existe uma altura mínima, convencionada, em que se deve acionar o pára-quedas. O paraquedista deve estar ciente o tempo todo da altura a que se encontra e do momento certo para acionar o pára-quedas. O altímetro é usado para medir essa altura. O altímetro visual é usado no punho ou no peito. Os marcadores são em pés, existindo alguns em metros;
  • Altímetro sonoro: O altímetro sonoro fica preso ao capacete e próximo do ouvido do atleta e emite diferentes sinais. Ao chegar à altura pré-programada, o dispositivo emite um som estridente que alerta o atleta que chegou o momento ideal para abrir o pára-quedas. A programação do altímetro permite que o atleta indique três alturas distintas para alertá-lo. Em cada altura, o altímetro vai emitir três sons diferentes. A intensidade do som do bip aumenta conforme a altura diminui;
  • Faca: Uma faca, protegida, mas de fácil aceso, deve sempre fazer parte do equipamento. Pode ser necessária na eventualidade de estar preso no meio do nada e ser necessário cortar as cordas do pára-quedas;
  • Prancha: À semelhança de uma prancha de surf, uma prancha de skysurf tem as suas próprias características. Deve ter uma superfície lisa para evitar que fique presa ou que colida com outros objetos. O seu rebordo deve ser feito em borracha de forma a impedir que se estrague à saída do avião e também para oferecer uma proteção extra no caso de colisão. A largura máxima recomendada de uma prancha é de 11 polegadas. Quanto mais leve a prancha for, mas fácil se torna o seu domínio e manuseamento;
  • Fato de salto: O ideal seria utilizar um fato próprio de skysurf ou de freely para apreciar comodamente a viagem. Caso não exista essa possibilidade pode usar uma camisola com mangas largas e umas calças de Freefly (se pretender a escola de paraquedismo usualmente disponibiliza o vestuário);
  • Calçado apropriado, luvas e óculos: O calçado mais apropriado para a prática do sky surf são uns ténis, de preferência com a sola plana para um melhor ajuste às fixações da prancha. As luvas também são um objeto de extrema importância, porque durante a descida as temperaturas podem oscilar e descer os 0 (zero) graus centígrados. Os óculos são também um elemento essencial neste desporto de aventura, pois protegem a visão dos paraquedistas dos ventos fortes que se fazem sentir nos céus.

Nunca coloque em causa a sua segurança. O paraquedismo como desporto radical que é tem riscos associados que podem ser diminuídos drasticamente se as devidas precauções forem tomadas, como a preparação correta de todo o material.
O planeamento prévio do material a utilizar é um bom ponto de partida no que à organização da sua viagem diz respeito. Depois, é só desfrutar de todos as emoções que o skysurf lhe oferece!

Nacional: